73

 

 

Acordei a sufocar o choro.Que agonía. Não correram lágrimas... sentia sofucar como quando estamos num pranto, quando se chora por algo que nos causa uma dor imensa. Não se bem o que aconteceu. Era com a minha mãe, ela fez algo que me magoou terrivelmente. Que dado algo meu, ou algo que era para mim a alguem, não sei se foi um objecto ou um gesto qualquer. Sei que para mim era algo que ela devia ter consideração por mim. Como se tivesse preferido alguem e não a mim, como outra pessoa fosse mais importante que eu, sua filha. Detesta ve não foram os ciumes do meu irmão. Foram ciumes de todos... e nao lhe conseguiia explicar isso, porque não admito perante ela que precisei e preciso de mais dela do que me dá, Por isso quando sinto mais entrega dela a alguem me doi imenso. Pode ser infantilidade, alguma falha que ficou na minha personalidade. Não acho que seja possessiva em relação a ela. Até transpareço que não preciso de ajuda, nem atenção nem mimos dela. A chatice disto tudo é que preciso só que agora mesmo que lhe dissesse um dia isso eu não deixaria que me desse, não conseguia deixar... não saberia como ultrupassar uma dedicação por parte dela, nunca fui habituada a isso. E para ser franca acho que ela não conseguia dar me um mimo, nunca conseguiu.

Sonho! Talvez tenha sido um pesadelo.

Talvez eu deva tentar mostrar que não sou tão duronha assim... não sei não. Só gostava que me desse mais importância do que me dá. Não sei se dependerá de mim isso mudar.

publicado por sandra às 11:52 | favorito