29
Jul 08

50

 

 

 

 

 

Onde está o prazer  de "castigar" outra pessoa?

Como é possivel saber que estamos a causar dor e continuar a agir igual?

 

Gostava que o meu cérebro nao pensa se tanto e meus olhos nao vissem estas situaçoes... assim  meu coraçao nao doía.

publicado por sandra às 12:39 | comentar | ver comentários (15) | favorito
tags: ,
24
Jul 08

46

Desacreditada .... assim me sinto.

 

Talvez as tão esperadas férias me fizessem bem. Foram 5 dias no ano passado ... Quero... Preciso de mais com urgência.

Ai ai Novembro. Quero rápido o Inverno, quero Novembro e as minhas férias.

Este dois ultimos anos foram desgastante psicologicamente. Demasiadas decepções e constactar com uma realidade diferente da que imaginava e gosto.

Hoje vou tirar á noite para mim, banho quente... televisão. Banho tomo todos os dias HIHIHI (nem precisava de frisar)  mas televisão ja nao sei a ultima vez que vi...tambem nao me faz falta ( nao tenho tempo para ela) pouco paro em casa. Hoje quero repor as energias e amanha acordar com mais optimismo.

Vai custar não estar com o meu menino hoje ... ele faz me um bem tremendo.

As  palavras de ordem são  recompor e optimismo.

 

 

publicado por sandra às 19:58 | comentar | ver comentários (2) | favorito
tags: ,
29
Abr 08

18

 

 

 

 

Laços de sangue que nao passam de laços num papel escrito. Irmaos? Sim dizem que sim. Está escrito que sim. Há tanta falta de tudo. O teu coraçao sabe gerar sentimentos pela pessoa que te acompanhou desde os primeiros minutos de vida? Acho que teu coraçao nao aprendeu a ter carinho por mim. Ja vivemos tantas discusoes, tantas brincadeiras, muito tempo juntos, mas so em crianças. Cresces te e é como se eu nao existisse. Nao trocas sms, nunca me telefonas. Ja estiveste sem me ver meses e quando me vias parecia que me tinhas visto no dia anterior. Quando recebes um telefonema meu despachas me em três tempos. Já te pedi ajuda e levei com um não despreocupado. Era algo que nao requeria esforço fisico, nem financeiro teu. Simplesmente nao te apeteceu. Tens um coraçao estranho. A indiferença que tens por mim por vezes cria me pensamentos que nao quero ter. Por vezes penso que gostava que um dia precisasses de mim e sentisses falta. Que te arrependesses. Nao devo pensar assim. Seria querer te mal e isso nao quero.

Sou tua irmã.

Esperava mais de ti, algo que nao terei.

publicado por sandra às 16:01 | comentar | ver comentários (12) | favorito